prybiczmaria@gmail.comFollow by Email tyle>.ig-b- { display: inline-block; } .ig-b- img { visibilit

quarta-feira, 23 de setembro de 2009

"ECONOMIA NAS EMPRESAS"

RETORNO DE CAPITAL

- A avaliação do Retorno de Capital investido em estoques (RC) é baseada no lucro das vendas anuais sobre o capital investido em estoques. Como parâmetro de validade de uma boa administração de estoques, o retorno de capital deve situar-se acima de um coeficiente 1, e quanto maior for o coeficiente melhor será o resultado da gestão de estoques.
Fórmula: RC = Lucro : Capital em Estoque
RC = L : C
- A avaliação da Gestão de Estoques por meio da Rotatividade é útil e rápida, facilitando a análise da situação operacional da empresa, é um padrão mundial de comparação. Quanto maior for o número de rotatividade, melhor será administração logística da empresa, menores serão seus custos e maior será sua competitividade.
Atualmente no Brasil, a média de rotatividade de nossas empresas é em torno de 14 giros ao ano, muito baixo comparado aos padrões dos (EUA, Europa e Ásia) com 80 giros e Japão com 160 giros por ano. Enquanto os estoques no Japão são equivalentes a um dia, nos demais países desenvolvidos (EUA, Europa e Ásia) equivalem a três dias, no Brasil são 17 dias para cada giro - isso em média.
Façamos uma comparação quanto à gestão de estoques, três empresas, com as mesmas características e localizadas nos países (Brasil, EUA e Japão).
Exemplo:
Custo das vendas = US$ 50.000.000 (operando com as mesmas condições no Brasil, num país médio e no Japão).
Rotatividade = 14 no Brasil, 80 no país médio e 160 no Japão.
- Cálculo do Capital investido (parado) em estoques:
R= CV : E → E= CV:R
Brasil: E= CV : R
E= US$ 50.000.000 : 14
E= US$ 3.571.428,57 (valor imobilizado em estoques)
Mundo: E= CV : R
E = US$ 50.000.000 : 80
E= US$ 625.000 (valor imobilizado em estoques)
Japão: E= CV : R
E= US$ 50.000.000 : 160
E= US$ 312.000 (valor imobilizado em estoques)
- Portanto, comparando as três empresas, verifica-se que a necessidade de Capital de Giro para cada empresa, para os compromissos de pagamento de seus fornecedores, existe uma grande diferença (com relação ao Brasil, caso de estudo), sabendo como é difícil conseguir Capital de Giro. Podemos perceber que uma boa gestão de estoques com elevado giro, reduz os custos na prática, melhorando a maleabilidade para atender a demanda do mercado exigente e satisfazer aos clientes com melhores produtos e/ou serviços, otimizando os recursos financeiros em tecnologia e P & D, para não incorrer na imobilização excessiva em estoques.
Fonte: ADM. Recursos Materiais e Patrimoniais – Abordagem Logística – Pozo, Hamilton. Editoa Atlas.
Ctba, 23/out/09
Prof.ª M ª. M. Prybicz

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Economista/Professora/Escritora de Blog e outros; Disciplina: Gestão de Negócios; - Autonomia em Consultorias em Geral.