prybiczmaria@gmail.comFollow by Email tyle>.ig-b- { display: inline-block; } .ig-b- img { visibilit

domingo, 23 de fevereiro de 2014


EDUCAÇÃO - SAÚDE - MEIO AMBIENTE! Isso vai se traduzir em baixo crescimento por um ou dois anos ou recessão em algum momento? É difícil fazer previsões de crescimento, mas haverá um choque de credibilidade que vai ser positivo e, em parte, compensa o aperto de cinto que se impõe num primeiro momento. Esse choque de credibilidade pode, em grande medida, atenuar ou compensar a austeridade que o Brasil vai ter de enfrentar. Um exemplo é o reajuste das tarifas. Engraçada essa crença do brasileiro de que o preço subsidiado está sendo pago pelo governo. O governo não paga nada. Não existe gratuidade. A ideia de chacoalhar a árvore não gera os frutos que caem. O governo é uma chacoalhador de árvores, mas ele não cria os frutos que caem. Os frutos que caem são criados pelo trabalho dos brasileiros. E, se você chacoalhar a árvore demais, você fragiliza e destrói a árvore. O Estado é um grande intermediador de recursos. Essa noção de Estado patrimonialista que está ainda muito presente na cultura brasileira, passa a ideia de que o Estado é o dono e o setor privado vive por concessão para pagar tributos ao governo. Mas não é isso. Na verdade do Estado deveria servir a quem o financia, porque ele não gera recursos - ele transfere de um lado para outro ou entre grupos da sociedade ou jogando a conta para o futuro. Mas isso tem um limite, porque se a dívida começa a crescer muito, a conta vem para geração atual. O risco da dívida começa a ficar preocupante. Nós já estamos nesse ponto. Os protestos recentes mostram que as pessoas estão com pressa... A classe média ascendeu ao consumo, mas não ascendeu a cidadania. O passo que falta é esse - o transporte coletivo, a segurança aeroportuária e portuária, energia elétrica, qualidade de ensino, saúde pública, saneamento. Fonte:Mineiro de Belo Horizonte, Eduardo Giannetti formou-se em economia e ciências sociais pela Universidade de São Paulo, onde também lecionou. É doutor em economia pela Universidade de Cambridge, onde deu aulas, e é autor de vários livros, entre eles ‘O valor do amanhã’. Ctba, 23/fev/14 Maria Prybicz

quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014


ECONOMIA DA INCLUSÃO SOCIAL E FUNCIONAL - Definitivamente, a economia não funciona sem a inclusão das pessoas por um motivo bem simplista: ela – a ciência econômica - é feita pelos homens e para os homens. Cristovam Buarque, engenheiro de formação e economista por opção do doutorado, diz brilhantemente que “não faz sentido ser economista se não for para lutar contra a fome e a pobreza que marca a vida de muitos brasileiros”. Concordamos plenamente que a finalidade do economista e a da ciência econômica seria aquilo que Carl Menger, em seu tempo, argumentou: “a economia precisa satisfazer as necessidades humanas”. Por fim, reitera-se que entendemos por inclusão uma vida sem dificuldades básicas; antes disso, uma vida de acesso e de oportunidades e critérios iguais, sem diferenciação de classe, cor, sexo e condição financeira. Entendemos que o futuro economista deve, caso concorde com essa premissa e se predisponha a lutar por uma sociedade de iguais, ter clara a ideia central que a economia precisa ser inclusiva. Fonte:Hugo Eduardo Meza Pinto é economista, Doutor pela (USP). É Diretor Geral das Faculdades Integradas Santa Cruz de Curitiba - Brasil. Meza@santacruz.br Ctba, 20/fev/14 Maria Prybicz

Profissionais do Tottenham Hotspur Foundation conheceram a estrutura do ...


DEZ ANOS DE BLOG ECONÔMICO - Então, dez anos se passaram desde a concepção deste Blog Econômico, muita água passou por debaixo desta ponte! A Economia Brasileira teve seus altos e baixos, mais baixos que altos, e foi adiante a trancos e barrancos! Mas, não podemos esquecer que a classe média melhorou com status até agora não visto pelo nosso País! Faltam muito ainda para chegar ao que a sociedade brasileira necessita, principalmente falando da Educação que em crise eterna não consegue sair da inércia em que se encontra! E a taxa de juros subiu! Novamente com crédito para financiamentos e investimentos cada vez mais escasso. Infraestrutura carente de investimentos se prolonga e a economia padece! Percebemos também nestes dez anos, o descomprometimento dos políticos e governantes em geral, com relação à segurança e saúde! Nem protestos da população nestes últimos acontecimentos nas ruas, serviram aparentemente para alertar as autoridades. SERÁ QUE ESTE "BLOG ECONÔMICO" IRÁ COMPLETAR OUTROS DEZ ANOS E VEREMOS AS MESMAS QUEIXAS? Ctba, 20/fev/14 Maria Prybicz

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014


EDUCAÇÃO EM CRISE! - Ferramenta. Para Claudio Fonseca, presidente do Sinpeem, principal sindicato da categoria, o PDE não poderia ser usado como ferramenta de redução do absenteísmo. "Os índices de ausência do ano passado mostram que não deu certo. E a maioria das ausências é provocada por adoecimentos e violência", diz. A consultora em educação Ilona Becskeházy diz que, como o prêmio se mostrou insuficiente para diminuir as ausências, o poder público precisa implementar outras medidas a curto prazo. "Todas as pesquisas mostram que o tempo de estudo é essencial para o desempenho do aluno. Em qualquer repartição pública há controle eletrônico de presença. Por que com os professores é diferente?", questiona Ilona. "Não há controle social das faltas e o aluno, nesse quesito, acaba mais cobrado que o professor. A Secretaria Municipal da Educação espera que, com as medidas no novo programa educacional da cidade, iniciado neste ano, o absenteísmo deva cair.z Fonte: Estadão Ctba, 17 fev 14 Maria Prybicz

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2014


A REGRA DA COLABORAÇÃO - "Quando uma espécie com alto nível de consciência, como o humano, chega ao limite de seus recursos, ela não precisa morrer. Ela pode mudar sua consciência. Com isso, teríamos outros valores e prioridades. Poderíamos viver de maneira sustentável", escreveu em um artigo Ervin Laszlo, fundador do Clube de Budapeste. Sustentável, aqui, é mais do que ecologicamente correto - é menos ansioso, mais responsável pelos seus atos. A lógica deixa de ser a da competição e passa a ser a da colaboração. E já temos as ferramentas necessárias para colaborar: a troca de informações e experiências. Mal não pode fazer. Pode ser um caminho para mais um momento histórico - parecido com aquele do primeiro Homo erectus que viu significado na rocha e que nos tornou humanos. Fonte:How Humanity Came Into Being: The Evolution of Consciousness;Martin Lockley, Floris, 2010; Conscious Evolution: Awakening Our Social Potential; Barbara Hubbard, New World Library, 1998 Ctba, 13/fev/14 Maria Prybicz

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014


- BUSCANDO MEMÓRIA! - EXPERIÊNCIA X INFLUÊNCIA Você é o produto das situações que vive. Mas também sofre uma influência que vem de dentro - e é tão potente quanto elas. SENTIR X PENSAR O consciente e o inconsciente reagem de modo diferente à mesma coisa. O primeiro é racional; o segundo, carregado de emoção. CRIA X FALA Você decide o que quer falar, mas não escolhe as palavras que vai usar - o seu inconsciente faz isso por você. Ele pega as suas ideias e cria a sua fala. Quando você está aprendendo outro idioma, isso não acontece: a consciência tem de se virar sozinha. ROTINA X MUDANÇA Um estudo neurológico provou que o inconsciente exagera as coisas ruins - e confrontá-lo pode ser a chave para superar angústias. Fonte: Leonard Mlodinow. Pantheon Books, 2012.Em Busca da Memória Eric Kandel. Companhia das Letras, 2009. Ctba, 12/fev/14 Maria Prybicz

Bom dia amigos e amigas... - Ontem, participei de uma reunião do "Nós Podemos Paraná" - o colegiado se mostrou bastante participativo e produtivo! Teremos novas reuniões, inclusive na Câmara Municipal! Espero que os vereadores façam adesão ao projeto! Ctba, 12/fev/14 Maria Prybicz

Quem sou eu

Minha foto
Economista/Professora/Escritora de Blog e outros; Disciplina: Gestão de Negócios; - Autonomia em Consultorias em Geral.