prybiczmaria@gmail.comFollow by Email tyle>.ig-b- { display: inline-block; } .ig-b- img { visibilit

domingo, 7 de junho de 2009

"MOEDA CHINESA / RESERVA MUNDIAL"

RÚSSIA DIZ QUE O IUAN PODE SER MOEDA DE RESERVA EM UMA DÉCADA
- China e a Rússia expressaram preocupação sobre a volatilidade do dólar norte-americano e pediram conversas sobre maneiras de criar moedas de reservas rivais
O iuan poderia se tornar uma moeda de reserva mundial depois de passar a ser totalmente conversível, um processo que pode durar cerca de dez anos, afirmou neste sábado (6) o ministro das Finanças russo, Alexei Kudrin.
A China começou lentamente a usar sua força econômica para buscar um papel maior para o iuan, que ainda não é totalmente conversível.
"Eu acho que o caminho mais curto seria se a China liberalizasse sua economia e permitisse a conversibilidade do iuan," afirmou Kudrin, um aliado próximo ao primeiro-ministro, Vladimir Putin.
"Isso pode levar dez anos, mas depois disso, o iuan teria demanda e é o caminho mais curto para a criação de uma nova moeda de reserva mundial. Creio que a China precisa pensar sobre isso," disse Kudrin em um painel de discussão no Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo.
A China e a Rússia, primeira e terceira nações do mundo em quantidade de moeda de reserva, expressaram preocupação sobre a volatilidade do dólar norte-americano e pediram conversas sobre maneiras de criar moedas de reservas rivais. Os países desenvolvidos, entretanto, reagiram friamente à proposta.
O chefe econômico da União Europeia, Joaquin Almunia, que participou do mesmo painel que Kudrin, descartou as perspectivas de o dólar ser substituído de sua posição de liderança na economia mundial em breve.
"O dólar é obviamente a principal moeda na nossa economia global como moeda de reserva, e essa posição do dólar não será modificada no curto prazo por qualquer tipo de decisão política ou vontade política," afirmou. "Essas são decisões adotadas pelo mercado e creio que os mercados, nesses assuntos, evoluem gradualmente."
Moscou e Pequim investiram na ideia de usar o Direito Especial de Saque (SDR, sigla em inglês), a unidade monetária do Fundo Monetário Internacional (FMI), como uma maneira de reduzir a dependência no papel-moeda.
O vice-diretor de gerenciamento do FMI, John Lipsky, disse neste sábado que o SDR pode se transformar em moeda de reserva mundial no longo prazo.
"O SDR teria que se desligar e se tornar uma moeda por seus próprios méritos," afirmou Lipsky. "Podemos pensar que no longo prazo isso é uma boa ideia. No longo prazo, há muitos atrativos."
O Kremlin disse que líderes de Brasil, Rússia, Índia e China, conhecidos como Bric, podem discutir a ideia de uma moeda supranacional no encontro que terão na cidade russa de Yekaterinburg, em 16 de junho.
Uma autoridade brasileira afirmou à Reuters no mês passado que o encontro discutiria a dominância do dólar norte-americano, além de maneiras para remodelar o sistema comercial mundial e o desarmamento nuclear.
- No Mercosul, começa a existir a necessidade de uma moeda de reserva para o Cone Sul, América Latina e Caribe!
Fonte: Gazeta do Povo
Ctba, 07/jun/09
Prof.ª Maria M. Prybicz

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Economista/Professora/Escritora de Blog e outros; Disciplina: Gestão de Negócios; - Autonomia em Consultorias em Geral.