prybiczmaria@gmail.comFollow by Email tyle>.ig-b- { display: inline-block; } .ig-b- img { visibilit

sábado, 28 de março de 2009

"ECONOMIA"

BOLSA EM BAIXA ATRAI NOVOS INVESTIDORES

Ludmilla Totinick , Jornal do Brasil

RIO - Apesar de a crise econômica ter tirado o ânimo e causado pesados prejuízos aos tradicionais investidores em ações, a fase dos pregões em baixa está atraindo novos investidores.
De acordo com o Hélio Pio, gerente comercial da corretora Ágora, houve um aumento de 8% na carteira de clientes, atraídos pela possibilidade de obtenção de ganhos maiores, tendo-se em vista que as cotações dos papéis estão nitidamente defasadas diante do valor patrimonial das empresas.
Pio explica que este afluxo origina-se em um público consciente e com embasamento técnico, com entendimento de que a grande desvalorização dos papéis compensa o risco de investimento num momento de incertezas.
– O preço de compra das ações é muito menor, e se houver a recuperação, os ganhos serão maiores – explica o gerente.
Recuperação
Roberto Francelino, apesar de ter perdido dinheiro com a crise, comprou ações da Petrobras.
– A minha intenção é resgatar o dinheiro somente no fim do ano para fazer reformas no apartamento que estou comprando. Atualmente, tenho R$ 7 mil e espero que até lá sejam R$ 10 mil. O problema é se a recuperação das ações da Petrobras demorar – explicou.
Pio ressaltou ainda que este comportamento é antigo. É comum, segundo ele, comprar ações nos momentos de baixa e vendê-las em tempos de alta. A prática é histórica. Acrescentou ainda que apesar das ações terem perdido valor, a maioria das empresas mantém a mesma estrutura, valor e tem de tudo para recuperar as perdas.
Pessimismo
Já o vice-presidente da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) Andrew Frank Storfer, não é tão otimista. Acredita ser quase improvável uma recuperação diante do cenário mundial.
– Se olharmos pela ótica dos fundamentos, a previsão é de uma estabilidade ou até de uma queda – adverte, ao lembrar que 40% do volume da Bolsa são da Vale e da Petrobras.
Storfer diz que a Petrobras não tem perspectivas de ganhos e que o a bolsa brasileira está com um valor razoável comparada às do resto do mundo.
– A economia mundial não tem perspectiva de melhoras, por isso não acredito que haverá uma recuperação, tecnicamente não acho provável que isto aconteça.
Petrobras, Vale, Ambev estão na lista das ações recomendas como um bom investimento.
De acordo com a BM&F Bovespa, em outubro de 2007 eram 310.625 investidores pessoa física. Em outubro de 2008, o número aumentou para 542.142.

Ctba, 28/mar/09
Maria M. Prybicz

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Economista/Professora/Escritora de Blog e outros; Disciplina: Gestão de Negócios; - Autonomia em Consultorias em Geral.