prybiczmaria@gmail.comFollow by Email tyle>.ig-b- { display: inline-block; } .ig-b- img { visibilit

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

ECONOMIA NACIONAL


“ECONOMIA EXTRATIVA”
- Sem participação relevante do petróleo na pauta brasileira de exportação, alguns economistas já recomendam ação contra os efeitos colaterais produzidos por maciças exportações de commodities e outras matérias-primas. O ex-ministro da Fazenda Luiz Carlos Bresser-Pereira, por exemplo, entende que o Brasil já sofre de doença holandesa apenas a partir das atuais receitas de minério de ferro e de commodities agrícolas.
O problema é que a proposta do professor Bresser-Pereira para o País se livrar da tendência à forte valorização do real (queda das cotações do dólar) tunga o exportador e não resolve o problema. Ele sugere a adoção de um confisco (Imposto de Exportação) que retenha parte das receitas com exportações de commodities.
Se for eficaz, esse tipo de providência derrubará as exportações e, antes, a produção. Portanto, inibirá o desenvolvimento e a criação de empregos. Se não for, produção e exportação seguirão adiante como na Argentina, onde o confisco atinge todas as exportações (retenciones). Nesse caso, um pedaço desse faturamento será expropriado, mas não poderá ser gasto no mercado interno e terá de ser depositado no exterior. Caso seja, estará pressionando o câmbio do mesmo jeito.
Fonte: Coluna do Ming – O Estadão.
Ctba, 18/ago/11
Maria Prybicz

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Economista/Professora/Escritora de Blog e outros; Disciplina: Gestão de Negócios; - Autonomia em Consultorias em Geral.