prybiczmaria@gmail.comFollow by Email tyle>.ig-b- { display: inline-block; } .ig-b- img { visibilit

quarta-feira, 4 de maio de 2016

RETROCESSO DEMOCRÁTICO BRASILEIRO!
Lembro-me bem de uns 10 ou 15 anos passados, não se falava em viagem de avião, ora pois, as pessoas não estavam incluídas neste tipo de conforto aéreo, assim como, os assalariados do mínimo não eram pagos nem com 100 dólares, hoje comemoramos 250 dólares! E portanto, existem várias modalidades de benefícios para a população mais carente. 
E temos que reconhecer que o PT foi verdadeiro nas políticas públicas e econômicas que atualmente é vigente no País!  
E agora vem realmente este retrocesso das políticas, as quais se anuncia: arrocho salarial, retiradas dos benefícios da população carente em todos os sentidos, impostos de forma indireta como sabemos é a mais injusta porque não se percebe!
- Portanto retrocesso, antirrevolução, golpe de estado, eleição indireta, dê-se o nome que quiser mas, o principal é que todos seremos penalizados, não tenhamos dúvidas!
Por que nos referimos a todo esse processo? 
Porque está em curso no Brasil uma antirrevolução. As velhas elites oligárquicas nunca aceitaram um operário como presidente. Relacionada à crise econômico-política (que devasta a ordem capitalista mundial), uma direita conservadora e rancorosa, aliada a bancos e ao sistema financeiro, a investidores nacionais e internacionais, à imprensa empresarial hostil, a partidos conservadores, a setores do judiciário, da PF e do MP sem excluir a influência da política externa norte-americana que não aceita uma potencia no Atlântico Sul ligada aos BRICS, esta direita conservadora está promovendo a antirrevolução. O impeachment da presidenta Dilma é um capítulo dessa negação. Querem voltar ao estado anterior, à democracia patrimonialista, de costas para o povo, pela qual se enriquecem como no passado.
Além de defender a democracia e desmascarar o impeachment como golpe parlamentar contra a presidenta Dilma, importa assegurar a revolução brasileira, para a qual esperamos por séculos. Repito o que escrevi e vi num twitter:”Se os pobres soubessem o que estão armando contra eles, as ruas do Brasil seriam insuficientes para conter o número de manifestantes que protestarão contra”.Leonardo Boff é articulista do Jornal do Brasil on line e escritor
Fonte: JB
Ctba, 04/mai/16
Maria Prybicz

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Economista/Professora/Escritora de Blog e outros; Disciplina: Gestão de Negócios; - Autonomia em Consultorias em Geral.