prybiczmaria@gmail.comFollow by Email tyle>.ig-b- { display: inline-block; } .ig-b- img { visibilit

quinta-feira, 19 de maio de 2016

NOVA ERA INDUSTRIAL E ECONÔMICA!

Agora este processo vai acontecer com a Inteligência Artificial, saúde, carros autônomos e elétricos, educação, impressão em 3D, agricultura e emprego. Bem-vindo à quarta Revolução Industrial. Bem-vindo à Idade exponencial. Software irão perturbar a maioria das indústrias tradicionais nos próximos 5 ou 10 anos.
No caso da empresa de táxis Uber, é apenas uma ferramenta de software, eles não possuem carros, e são agora a maior empresa de táxi do mundo. Airbnb é agora o maior grupo hoteleiro do mundo, embora não possua quaisquer propriedades.
Inteligência Artificial
Os computadores se tornam mais capazes de compreender o mundo. Este ano, um computador venceu o melhor jogador do mundo, e vale lembrar que aconteceu 10 anos mais cedo do que o esperado. Nos EUA, jovens advogados já não conseguem emprego. Por causa da IBM Watson, você consegue aconselhamento legal em poucos segundos, com uma precisão de 90% em comparação com uma precisão de 70%, quando fornecido por seres humanos. Então, se você estuda direito, pare imediatamente. Haverá 90% menos advogados no futuro. Somente especialistas permanecerão.
Watson já ajuda enfermeiras a diagnosticar o câncer, com 4 vezes mais precisão do que os enfermeiros humanos. O Facebook agora tem um software de reconhecimento de padrões que pode reconhecer rostos melhor do que seres humanos. Em 2030, os computadores se tornarão mais inteligentes do que os seres humanos.
Carros autônomos
Em 2018, os primeiros carros com auto-condução serão apresentados para seus consumidores finais. Por volta de 2020, a indústria começará a desacelerar. Você provavelmente não vai mais querer ser proprietário de um carro. Você vai chamar um carro com o seu telefone, ele vai aparecer no local informado e levá-lo ao seu destino. Você não vai precisar estacionar, você paga apenas pela distância percorrida e pode fazer outras coisas durante o percurso. Nossos filhos não precisarão ter carteira de motorista, muito menos ter um carro. 
Desta forma, podemos transformar antigos estacionamentos em parques. 1,2 milhões de pessoas morrem a cada ano em acidentes de carro em todo o mundo. Temos, agora, um acidente a cada 100.000 km. Com a condução autônoma vai cair para um acidente em 10 milhões de km. Isso quer dizer que um milhão de vidas serão salvas por ano. A maioria das companhias de carro devem falir. Algumas empresas tradicionais já estão investindo no processo de evolução, enquanto as empresas de tecnologia (Tesla, Apple, Google) vão revolucionar de vez e construir um computador sobre rodas. 
Carros elétricos
Estes irão se tornar os mais utilizados em 2020. As cidades serão menos barulhentas, porque todos os carros serão elétricos. A eletricidade vai se tornar incrivelmente barata e limpa com a produção Solar em evolução constante nos últimos 30 anos, embora só agora possa se avaliar o impacto. 
Moodies
Existe um app chamado "Moodies", que já pode dizer em que estado de espírito  você está. Até 2020, aplicativos poderão dizer através de suas expressões faciais se você está mentindo. Imagine esta tecnologia sendo utilizada em debates políticos.
Bitcoin 
Vai se firmar este ano e pode se tornar a moeda de reserva padrão no mundo.
Longevidade  
Agora, a média de vida aumenta 3 meses por ano. Há quatro anos, o tempo de vida costumava ser 79 anos, e agora é 80 anos. O aumento em si está aumentando, então calcula-se que em 2036, haverá mais de um ano de aumento por ano. 
Educação
Os smartphones mais baratos já custam cerca de US $ 10 na África e Ásia. Até 2020, 70% de todos os seres humanos possuirão um smartphone. Isso significa que, todo mundo terá o mesmo acesso à educação mundial. As criança de países do terceiro mundo poderão usar aplicativos para aprender tudo o que aprende na escola em países do Primeiro Mundo. 
Fonte:JB
Ctba, 19/mai/16
Maria Prybicz

Nenhum comentário:

Quem sou eu

Minha foto
Economista/Professora/Escritora de Blog e outros; Disciplina: Gestão de Negócios; - Autonomia em Consultorias em Geral.